terça-feira, 28 de dezembro de 2010

FAMÍLIA, UMA BÊNÇÃO DE DEUS.

O tema família sempre me fascinou.
Por vários motivos, tenho me detido e levado há momentos de meditação sobre o assunto, que sem dúvida é de suma importância para Deus e para todos nós.

O primeiro motivo é que se trata da primeira instituição divina.
Antes de estabelecer qualquer outra instituição, o Deus criador de tudo, preocupou-se em instituir a família como a célula mãe da sociedade.

O segundo é que a sociedade é o reflexo das famílias.

O terceiro refere-se ao fato de ser um dos maiores alvos do nosso inimigo, Satanás, que procura a todo custo solapar a base familiar. Ele sabe muito bem que destruindo a família, ele desarticula toda estabilidade de um povo.

O quarto é que Deus tem um plano salvífico a partir da família. Atos 16.31
Considero que ter e viver em família, é uma das maiores bênçãos que o homem pode desfrutar durante sua existência na terra. Sendo assim procurarei meditar juntamente com o amigo internauta sobre os pontos destacados acima.

1. Segundo R. N. Champlin:
"A palavra família usualmente refere-se a um grupo de pessoas relacionadas entre si por laços de parentesco ou de matrimonio, como os pais e seus filhos, que vivem juntos em uma mesma residência. Um grupo assim usualmente pratica uma economia em comum, havendo um ou mais membros que contribuem para o sustento de todos". 
Tratando-se da primeira instituição que Deus oficializara, a família, no Antigo e Novo Testamento, sempre recebera o valor devido e respeitoso e o reconhecimento de ser ela a vontade de Deus para manter seu povo vitorioso em meio as nações pagãs.

Essa valorização e respeito precisa ser mantido em nossos dias.
Quando recorremos as Escrituras do Antigo e até mesmo do Novo Testamento, para encontrarmos um modelo para criarmos nossas famílias, faz-se necessário entender que nos dias actuais a realidade são outras.
Acredito que é de grande valia o que nos ensina Merril C. Tenney, em seu livro Vida Cotidiana nos Tampos Bíblicos:
'Devemos buscar os princípios bíblicos em vez de copiar directamente os estilos de vida específicos que a Bíblia retrata. Esses estilos de vida foram projetadas para pequenas comunidades agrícolas, e em muitos casos não eram do agrado de Deus".
Os ensinos de Jesus foram e serão de grande relevância para nos orientarmos quanto ao nosso viver cotidiano, não somente com relação a família mas para todas as áreas da nossa vida. Ele nos ensinou os princípios do Reino de Deus que encontramos no Evangelho de Mateus nos capítulos 5 ao 7.
Podemos encontrar princípios valiosíssimos ensinados pelos escritores bíblicos, principalmente o Apostolo Paulo que nos deixou um tesouro inesgotável para a preservação da família.

Querer manter um padrão funcional para o sustentáculo do Lar à parte da Bíblia é construirmos sobre a areia. Pode ser esta a causa de muitos lares estarem ruindo ante as tempestades que assolam as famílias do século XXI.

Construir a casa sobre a rocha é edificar sobre os fundamentos e princípios bíblicos.
Nossa família será realmente uma bênção se observamos os ensinos de Jesus e o exemplo de homens que tomaram decisões em meio a crise moral e espiritual como por exemplo Josué:
"...porem eu e a minha casa serviremos ao Senhor". Josué 24:15

2. A sociedade reflete  a situação moral e espiritual das famílias que a compõe.

O pastor e escritor Antonio Gilberto escreve sobre o conceito de família dizendo o seguinte:
"Família é o sistema social básico, fundados directamente por Deus, mediante o casamento, para constituir a sociedade humana. 
A família é o sistema social menor, a sociedade é o sistema social maior. O que ocorrer ao sistema social menor afectará o sistema social maior.
As famílias regularmente constituídas formam, estruturas sociais; as estruturas sociais formam comunidades; as comunidades formam cidades; as cidades formam países; os países formam o globo.
Portanto, a sociedade humana é uma estrutura maior, compostas de famílias, que são as estruturas menores; logo, se as famílias desintegrarem-se, a sociedade humana ruirá (como está ocorrendo por toda parte).
Isso já ocorreu com as civilizações do passado. Sua desintegração e desaparecimento começou na família".
Não adianta os governantes, as organizações sociais e até mesmo as Igrejas lutarem somente contra os efeitos, as consequências. Precisamos lutar e lutarmos ferrenhamente contra as causas dessas mazelas sociais e espirituais que esta levando nosso mundo para o caos total.

Urge realizarmos uma mobilização total em favor dos princípios básicos capaz de retroceder este processo de deterioração familiar e consequentemente social.
É chegado o momento do povo de Deus, liderados por seus pastores, tocarmos a buzina  em favor da célula mater da sociedade.

Alguém pode dizer que isto é sinal da vinda de Jesus, não adianta nada. Isto é falsa religiosidade, é comodismo e é justamente isto que nosso adversário quer. Sim sabemos disso, porém enquanto Ele não vem vamos fazer a nossa parte seguindo a orientação da palavra de Deus:
"e salvai alguns, arrebatando-os do fogo; tende deles misericórdia com temor, aborrecendo até a roupa manchada da carne". Judas 23.
Da mesma maneira que vemos a mobilização  internacional contra a AIDS, poderíamos ver uma mobilização internacional em favor da família e a conservação dos princípios que poderiam evitar a proliferação da AIDS e outros males.

Poderemos atacar a causa diretamente, assim os efeitos não ocorreriam em tamanha proporção.
Para que isto aconteça é necessário que tanto os religiosos como os governantes e autoridades se empenhem pela marcha em favor da família mundial.

3. A Família Como Alvo de Satanás.
Nesta época da pos-modernidade, da globarização mundial, do avanço da ciência, do sincretismo religioso, da tremenda inversão de valores, do avanço da teologia liberal e toda sorte de males, aponta para os dias trabalhosos profetizado pelo Apostolo Paulo ao escreever para o jovem Timóteo:
"Sabe , porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos;  2º Timóteo 3:1; Mas o Epirito expressamnete diz que nos últimos tempos, apostarão alguns da fé, dando ouvidos a espirito enganadores e a doutrinas de demonios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência". 1º Timóteo 4:1,2.
No primeiros dias da Igreja primitiva fora instalado um quadro muito parecido com o nosso atualmente: A familia passara por sérias dificuldades devido a influência dos gregos e romanos.
Tornara-se muito difícil conservar o sistema de valores adquirido no decorrer de longos anos.
O mesmo acontece hoje quando vemos  o senso de valores se corrompendo cada dia.
A mídia edita as modas, as novas e em toda parte vemos seus resultados. Os orientais vivendo em ritmo de inovações dos ocidentais e vice-versa.

A Igreja necessita de uma actuação acirrada para ensinar e conservar os valores morais e espirituais dos quais sempre fomos defensores.

Casamento, lar e família são os alvos predilectos dos inimigos de Deus, os anti-Cristo do século XXI.
Por quê tanta perversidade contra o casamento?
Tudo começa devido a origem do casamento ter partido de Deus, o todo poderoso.

Fora Deus quem dera uma adjutora para viver na companhia do homem Gn 2.18, 21-23.
Deus uniu o homem a sua mulher, a fim de serem uma só carne Gn 2.24. Logo a união conjugal tem de ser monogâmico, heterossexual e indissolúvel. Isto quer dizer que o casamento bíblico é a união de um homem com uma mulher até que a morte o separe. Fora disso qualquer tipo de união conjugal é abominação ao Senhor. Levítico 18:22; 20:13; Romanos 1:27; 1º Coríntio 6:10.

Por acaso não é isto que está acontecendo quase em todos os países? Estão ferindo o principio do casamento e as consequências são as mais terríveis possíveis.



Por ter sido Deus quem estabelecera a família, Satanás tem se manifestado com toda força contra ela.
Observamos que o Senhor determinou regras para o desenvolvimento familiar. Ele determinara que o homem teria apenas uma mulher, porem logo ele entrou pelo caminho da poligamia, a fornicação e adultério, ignorando o padrão da vida conjugal de acordo com Génesis 2:24;4:1.

Uma das dádiva mais sublime para o homem é o lar, um lugar onde havia amor, paz, saúde e alegria Gn 2:25.
Deus se fazia presente Gn 3:8a.
Para atacar a família e contrariar todas as orientações de Deus, nosso inimigo tem levado o homem a transgredir todos os  princípios por Ele determinado.

Sob a influencia satânica o homem tem promovido as formas iníquas de uniões conjugais, o apoio e leis favoráveis ao divorcio e ao aborto.
Sendo assim estamos vendo o aumento da infidelidade conjugal, o esfacelamento da família, o aumento considerável de crianças abandonadas que são criadas sem nenhum espelho familiar.

Diante deste quadro, precisamos viver de forma a agradar a Deus influenciando a nossa geração com a pratica dos princípios bíblicos. Dessa forma poderemos ser um referencial para este mundo que segue num rumo incerto, prestes a cair no abismo moral e espiritual.

Deus tem um plano de salvação para a familia. .Ele deseja que todos sejam salvos.
Assim como Ele abençoou e  salvou toda familia do carcereiro em Filipos, Atos 16:27-34, deseja que
que o mesmo aconteça com todos os lares da terra.

Roguemos a Deus e façamos nossa parte, anunciando a toda gente os padrões determinado por Ele para que possamos ter uma  família e sociedade estável.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

SEGUINDO JESUS PARA SAMARIA.

João 4:4 " E era-lhe necessário passar por Samaria".

Como Mestre, Jesus tinha 12 discípulos que o seguia, mesmo inconscientes do que aquilo significava para eles.
Eles seriam preparados para levar a cabo uma das maiores missões de todos os tempos: Anunciar o Reino de Deus entre todos os povos da terra.
Como parte do preparativo teriam que passarem por vários lugares inclusive por Samaria onde aprenderiam várias lições.

Diversos escritores discutem sobre qual seria o verdadeiro motivo que levou Jesus e seus súbditos a entrarem em Samaria.
Particularmente, entendo que Jesus tinha um propósito especial: Ensinar e libertar seus seguidores de vários preconceitos e discriminações que dominavam os judeus naquela época  e ainda hoje dominam a humanidade.

Como missionários eles precisavam serem libertos desses males senão jamais poderiam cumprir o ministério para o qual estavam sendo convocados.
A seguir vamos estudar sobre alguns preconceitos e discriminações dos quais os discípulos e nós precisamos nos libertar.

 1. PRECONCEITO SOCIAL.

O dia estava quente, era meio dia, a fase mais quente do dia e o mestre Jesus, cansado da caminhada, assenta-se junto ao poço de Jacó, enquanto seus discípulos foram em busca do que comer.

Muitas mulheres costumavam, todos os dias virem tirar agua daquele poço e segundo alguns comentaristas, somente mulheres de baixa reputação, discriminadas pela sociedade, viriam tirar agua naquele horário de calor intenso.

Logo chegara uma mulher que vivia uma vida matrimonial muito irregular e Cristo não hesitou  iniciar um dialogo com ela para nos ensinar lições importantíssimas :

1.1 Jesus Veio Chamar os Pecadores ao Arrependimento. Mateus 9:13b.
Jesus nos da uma verdadeira lição de valorização humana. Ele alista para ser um mensageiro do Seu Evangelho, o publicano Mateus, para ser um dos seus apostolo, o qual mais tarde nos presenteou com seu belo Evangelho.


1.2 Jesus Veio Buscar e Salvar o que se Havia Perdido Lucas 19:10.
Verdadeiramente Jesus viera, de uma vez para sempre derrubar toda sorte de impedimento capaz de afastar os perdidos de ouvir a mensagem salvadora do Evangelho.

No texto acima, Ele encontra um publicano, cobrador de impostos, detestados e odiados pelos judeus, inclusive pelos religiosos da época.
Jesus não somente salvou o publicano Zaqueu, como também hospedou-se em sua casa, causando um vendaval entre os legalistas e puritanos fariseus v 7; v 11.
Aqui ele aplica a lição da misericórdia e do amor.
Jesus aborrece o pecado, porém ama ao pecador.
Está é uma das maiores lições: Quanto maior for o pecado do homem pecador, maior é o amor de Deus.

1.3 A Mulher do Poço de Jacó.
Compreendemos que é necessário acompanharmos Jesus até Samaria porque é lá que aprendemos estas lições que nos torna aptos para realizarmos a obra missionária quer local, nacional ou internacional.

2. PRECONCEITOS CONTRA AS MULHERES.

Segundo os comentaristas bíblicos havia grande preconceitos contra as mulheres entre os judeus e eles que estavam sendo treinados para levarem a mensagem de salvação a todos, estavam no lugar certo, na hora certa e com a pessoa certa.

William L. Coleman, seu livro Manual dos Tempos e Costumes Bíblicos nos ensina que:
Foi então que apareceu Jesus Cristo... e suas ideias sobre a família, a sociedade, sobre a mulher, o divórcio, o perdão e as crianças chocaram não apenas os preconceituosos mas até os liberais. Ele apregoava uma volta aos valores fundamentais da família, e a busca de uma atitude de maior compreensão e compaixão para com os indivíduos. E para que esses principios superiores vigorassem e subsistissem seria preciso que se removessem os preconceitos.
Conscientemente e propositalmente, Jesus aproxima-se da samaritana e a surpreende com um pedido: " Dá-me de beber". v 7b.

Não somente a mulher, porém até mesmo seus discípulos que ao voltarem de sua missão encontra o mestre dialogando com uma mulher. v 27 "E nisso vieram seus discípulos e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher..."

Com essa atitude, Cristo elimina o preconceito contra o sexo feminino e passa a admiti-las em suas fileiras.
"...andava de cidade e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do Reino de Deus; e os doze iam com ele, e também algumas mulheres que haviam, sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades..." Lucas 8:1-3.

" E também ali estavam algumas mulheres... as quais também o seguia e servia, quando estava na Galileia; e muitas outras que tinham subido com ele a Jerusalém.



Esta é uma lição que precisamos aprender para realizarmos a  obra  missionária pós modernidade.
Com excessão de alguns países, as mulheres estão conquistando espaço em varias áreas, inclusive na evangelização.

As mulheres tem sido uma bênção nas mãos de Deus para realizarem a Sua obra.
Cremos no potencial feminino, por isso vamos orar e apoia-la na obra de Deus.

3. PRECONCEITOS RACIAIS.


A abordagem de Jesus levou a mulher a mais uma surpresa: " Como, sendo tu judeus, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana?..." v 9.

Havia grande barreira entre judeus e samaritanos ao ponto de negarem pousada para Jesus e de não o receberem entre si Lucas 9:51-56.
Devido essa rejeição Tiago e João, revoltados, queriam consumir os samaritanos Lucas 9:54,55.
Cristo põe em pratica a legislação do Reino de Deus, Mateus 5 -7 e dar-lhe uma grande lição deixando bem claro sua missão: Salvar as almas.

Devido os pecados de Israel, como dissera através  de seus profetas, Deus permitiu que Salmanesser V, rei da Assíria, em 727-722 a.C, devido a rebelião do rei Oséias, rei de Israel, contra a Assíria, aprisionasse Oséias e se apoderasse de todo território e cercasse Samaria por três anos, sendo depois, em 721 conquistada por Sargão II, substituo de Salmaneser V, o qual transportou todos os habitantes de Samaria para a Assíria, 2º Reis 17:4-6 e trouxe outros povos para Samaria, v 24, formando assim um povo que não conhecia ao Senhor e depois do regresso do cativeiro, Samaria passou ser alvo de rejeição, descriminação e preconceito por parte dos judeus.

Este era um problema que precisava ser resolvido e Cristo derruba a barreira e já nos primeiros dias da Igreja primitiva, Deus usa o apostolo Pedro para derrubar a barreira entre judeus e gentios e ele reconhece o propósito divino Atos 10:34, ( Deus não faz acepção de pessoas).

O texto áureo da Bíblia nos diz claramente que Deus amou o mundo de tal maneira... João 3:16. Portanto o missionário, o servo de Deus, a Igreja deve viverem e trabalharem livres de qualquer preconceito racial, pois Deus ama a todos os povos da terra e nós devemos ama-los também.

Bem-aventurado aquele servo de Deus que pode conviver dentro de um quadro onde todos são vistos como preciosos para Deus, independente de sua classe social, raça, tribo ou nação.
Sem duvida os frutos serão em abundância e a recompensa será certa no dia em que comparecermos diante do tribunal de Cristo.



sábado, 7 de agosto de 2010

PASTOR DANIEL SILVIANO - PRE INAUGURAÇÃO TEMPLO PALMEIRA 064.avi

PASTOR DANIEL SILVIANO - TRABALHO CRIANÇAS TEMPLO NOVO 072.avi

Primeiro trabalho coma s crianças realizado no novo templo. Mis de 500 crianças participaram deste evento. Rogamos vossas orações para que estas crianças sejam alcançadas por Cristo e dentro de poucos anos a historia poderá mudar.

Pastor Daniel Silviano - PRE INAUGURAÇÃO TEMPLO PALMEIRA 058.avi

Realizamos dia 25/07/2010 a pré-inauguração do Templo em Palmeira Moçambique. Foi um momento maravilhoso quando agradecemos a Deus pela grande vitória.

segunda-feira, 15 de março de 2010

TUDO COMEÇA COM UMA ENTREGA.

Até que cheguemos ao momento de atendermos o chamado para um trabalho especifico ou não, na obra do Senhor, se faz necessário renuncia em várias áreas da nossa vida. Negar a si mesmo... Em toda história da humanidade, homens e mulheres tiveram que abrir mão de alguma coisa que tanto estimavam para seguir a Cristo. Trata-se de uma entrega, conforme vamos meditar neste estudo:


1 -  Entrega Para Salvação.

Quando o religioso Nicodemos fora ter com Jesus, surpreendeu-se ao ouvir Jesus dizer-lhe: "Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus." João 3:3. Surgi a partir desse momento a doutrina do novo nascimento. Nascer da água e do Espírito.

Com o pecado de Adão e Eva, o homem fora separado de Deus. Em Romanos 3 versículo 23 lemos: "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus". Morremos em nossos delitos e pecados.

"Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores." Romanos 5:8. Com estas palavras o apóstolo Paulo nos ensina o grande amor de Deus para conosco. Através do grande amor de Deus somos salvos, João 3:16. Somos justificados dos nossos pecados Romanos 5:1; Somos reconciliados com Deus. Romanos 5:10. Podemos assim nascer de novo, mediante nossa entrega a Jesus de nossa vida, aceitando-O como nosso Senhor e salvador.

Meu batismo na IEAD Ilha do Governador RJ 28/05/1972.


Converter-se a Cristo constitui-se um fator fundamental para tornar-se um missionário,  um pregador das boas novas de Salvação.
Um missionário que não tenha desfrutado do novo nascimente, jamais poderá realizar a obra de Deus com autenticidade.











2 - Entrega Para o Serviço Cristão.

Pensando sobre a vida de um missionário(a), entendemos que existe um começo, um momento quando decisões foram tomadas. Um momento muito glorioso quando uma pessoa decide atender ao chamado para realizar a grande comissão. Um momento quando alguem quebrantado, humilhado se rende diante do poder do Senhor da Seara. Um momento quando o nosso ego é crucificado e exclamamos como o apostolo Paulo: "Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim..." Gálatas 2:20.

Pr.Daniel - Renuncia da carreira militar como
 FUZILEIRO NAVAL da Marinha do Brasil
Sem dúvida alguma este missionário(a) tinha seu projeto de vida, seus sonhos, suas aspirações e agora começa a acontecer uma reviravolta em sua vida. O Espírito Santo o convoca para a grande batalha espiritual. Uma chama arde em seu coração, uma compaixão pelos perdidos incendeia sua alma de maneira que uma inquietação domina todo seu ser e como não tendo outra saída, só resta renunciar tudo, deixar tudo para tráz, negar a si mesmo e passar a aceitar plenamente a vontade de Deus e segui-lO para onde for.

Despedida IEAD Bairro Hauer para África do Sul.

Agora passamos sentir uma sensação de que não temos mais nada e ao mesmo tempo temos tudo. Tiramos nosso coração das coisas terrenas. Abrimos mão de tudo. Agora o que tem valor para nós é fazer o querer, a vontade de Deus exclusivamente. O desejo profundo de obedecê-lO inunda nosso ser. Agora passamos a ter uma sensação de que não existe nenhum lugar dificil ou ruim neste mundo; todo lugar é bom desde que estejamos no centro da vontade de Deus. Tudo é maravilhoso e passo a passo vamos nos embrenhando na seara do mestre, realizando sua obra prazeirosamente, cientes que entregamos tudo nas suas mãos, certos de que não temos nada e ao mesmo tempo temos tudo, porque Ele é o dono de tudo e tudo que é dEle tambem é nosso e Ele saberá muito bem cuidar de nós.

3 - Entrega de Direção.

Para compartilhar esta etapa da vida, desejo usar o exemplo de tres personagens bíblicos que realmente nos mostram o que é  uma entrega de direção. Uma vida sob a direção de Deus.

3.1 Abraão, um Homem que Andou sob a Direção Divina.

Em Genesis 12:1 a  4, Deus chama Abrão e o envia a uma terra que somente  ser-lhe -ia mostrado no futuro. Para atender este chamado ele abriu mão de todos os seus propositos e passou a viver na dependência direcional de Deus. Fora Deus que lhe guiara até a terra onde o plano divino seria realizado em sua vida. É linda a história de Abraão, ela fica mais especial quando passamos a entender sua total dependência da orientação de Jeová.

3.2 Paulo, uma Mudança Radical de Itinerário.

Pairava  entre os principais dos sacerdotes uma espectativa de mais uma tarefa distruidora  do jovem Saulo de Tarso, o qual em seu zelo judaíco e farisaico, seguia de cidade em cidade a perseguir e destruir a obra do Senhor Jesus. Seu próximo itenário seria a cidade de Damasco.

Ele e seus apoiadores jamais imiginavam que o Senhor Jesus o esperava a beira do caminho.  e repentinamente surgiu uma luz muito forte, o grande perseguidor é mobilizado. Ao ouvir ecoar uma voz, reconhece que é Jesus a quem ele estava perseguindo e imediatamente aceita o senhorio  de Cristo, se rendendo lieralmente à sua direção e soberania. Leia este fato em Atos 9:1 a 6. 

Ao pronuciar as palavras de submissão: "Senhor, que queres que faça?", ele estava se entregando para ser dirigido por Deus o resto da sua vida. Tudo mudou e o Espírto Santo diriji-o até o final da sua jornada. 

3.3 Filipe, um Missionário do Deserto.

Deixar um grande avivamento na cidade de Samaria; separar-se dos companheiros e da Igreja que festivamente servia ao Senhor; seria algo muito difícil, caso Filipe não estivesse sintonizado totalmente com a vontade e direção do Espírito Santo. Sem vacilar ele levanta-se, renuncia a tudo e parte em direção ao caminho de Gaza. Leia Atos 8:26 a 40.

Pr. Daniel pregando para
refugiados do Congo em África do Sul

Levantar-se é muito díficil para quem está acomodado em sua zona de conforto. A estes o Senhor não chama, pois eles não respoderão ao chamado divino. Permanecerão assentados no indiferentismo, sem ouvir o clamor dos perdidos e o chamado do Senhor.
Filipe levantou-se e partiu na direção do Senhor. No versículo 29 do capítulo 8 de Atos, vemos o resultado do andar na direção de Deus: "E disse o Espírito Santo a Filipe..." Disse o Espírito Santo. Quão glorioso é ouvir esta voz nos guiando passo a passo pelo jornadear da vida cristã.

O mais glorioso aconteceu após a realização da determinação divina. Atos 8:39 diz que ao saírem das aguas o Espírito Santo arrebatou a Filipe até Azoto. Aleluia! Alegra-nos fatos como este.

Há muitas surpresas para aqueles que entregam a direção de suas vidas nas mãos de Deus, Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele tudo fará. Salmos 37:5.

Podemos cantar o hino do Cantor Cristão nº 295 - TUDO ENTREGAREI

Tudo, ó Cristo, a Ti entrego, Tudo sim, por Ti darei!
Resoluto, mas submisso, Sempre, sempre, seguirei!


                        (Coro)
Tudo entregarei! Tudo entregarei!
Sim, por Ti, Jesus bendito, Tudo deixarei!


Tudo, ó Cristo, a Ti entrego, Corpo e alma, eis aqui!
Este mundo mau renego, Ó Jesus, me aceita a mim!


Tudo, ó Cristo, a Ti entrego, Quero ser somente teu!
Tão submisso à tua vontade, Como os anjos lá no céu!


Tudo, ó Cristo, a Ti entrego; oh! eu sinto teu amor
Transformar a minha vida E meu coração Senhor!


Tudo, ó Cristo, a Ti entrego; Oh! que gozo meu Senhor!
Paz perfeita, paz completa! Glória, glória Salvador!